Descubra o hidratante ideal para o seu tipo de pele

Seja qual for a estação do ano ( aqui na minha cidade eu só conheço uma kkkkkk) para evitar danos mais profundos a nossa pele, é importante manter a hidratação em dia. E, escolher o produto que melhor se encaixa em nosso perfil é que é o problema.  Tem vários tipos de hidratantes MARA, mas hoje, resolvi falar de uma marca que encontramos facilmente em qualquer supermercado e, melhor, por um preço acessível. Estou falando da Monange que está com uma linha incrível e promete garantir uma pele sedosa, cheirosa e linda!

Peles fragilizadas

Para quem tem pele mais sensível e sente as mudanças bruscas de temperatura, o Hidratante Monange S.O.S é o produto certo. Ele é composto de vitaminas e hidra-ureia – tecnologia exclusiva, com alto poder de hidratação -, que ajudam a reparar e repor os nutrientes perdidos durante as agressões externas como frio, raios solares, que também são presentes durante o inverno e poluição, proporcionando uma pele mais bonita e saudável.

Peles cansadas e sem vigor

Quem sente a pele menos sedosa ou precisa de uma dose extra de colágeno deve investir no Hidratante Monange SOS Firmador. O produto contém uma combinação de ativos e agentes hidratantes que aderem à pele, restaurando os níveis de colágeno e elastina, além de estimular sua produção natural. O resultado é uma pele firme, hidratada e com elasticidade, em até duas semanas.

Pele extrasseca

Pessoas que sofrem muito com o ressecamento da pele merecem uma dose extra de cuidado diário. Para isso, Monange Hidratação Intensiva Pele Extrasseca combate os 4 sinais de ressecamento dapele, que são: aparência esbranquiçada, a desidratação, a perda de elasticidade e o toque áspero. Nos aromas Extrato de Oliva ou VitaOils, as opções para peles ressecadas ganharam ainda mais o frescor e vitalidade dos óleos hidratantes.

Pele ressecada

Quem tem pele com tendência ao ressecamento sofre bastante no inverno. Por isso, manter uma rotina de hidratação pode garantir a saúde da pele, devolver a umidade, proteger e manter a maciez durante toda a estação. Monange Hidratação IntensivaPele Seca oferece nutrientes essenciais para dar nova vida ao corpo todo, além de ter o delicioso aroma de óleo de amêndoas.

Cuidado diário para todos os tipos de pele

No inverno, é importante lembrar sempre de renovar a aplicação do hidratante.  Não importa se suapele está ressecada ou se é balanceada. O importante é ter em mãos um produto prático, cheiroso e nutritivo, que pode ajudar muito a evitar o desgaste e fazer com que a pele fique sempre bem cuidada, hidratada e sedosa. Para isso, Monange dispõe de uma linha completa, com aromas variados, que deve agradar todos os gostos e renovar dia após dia o perfume da sua pele. Frutas Vermelhas, Orquídea e Lichia, Flor de Lavanda, Flor de Cerejeira ou Iogurte com Aveia: esses são os aromas que vão intensificar a maciez da sua pele e garantir um inverno bem hidratado. É só escolher o seu!

Com tantas opções, basta eleger o produto ideal, o aroma favorito e garantir uma pele linda e saudável durante todo o inverno.

Os produtos Monange nutrem até a segunda camada* da pele, são dermatologicamente testados, hipoalergênicos e indicados para uso diário para todos os tipos de pele. Podem ser encontrados nas principais drogarias, perfumarias e supermercados do país.

Anúncios

Amando a nova coleção de esmaltes fortalecedores da Granado

image1Olá amores, quanto tempo não escrevo aqui. Bom, hoje resolvi trazer uma dica super especial para fortalecer as unhas. Os esmaltes da linha quarteto Flower Power da Granado são enriquecidos com vitamina E, cálcio e proteína da seda, eles fortalecem as unhas, evitando assim a quebra e a descamação. Esta é a maior coleção já lançada pela marca, são 14 cores que representam a diversidade e a pluralidade. Dentre as tonalidades, oito se dividem em dois quartetos: o Nude e o Flower Power.

image2

Eles são livres de tolueno, parabenos, formaldeído, cânfora e DBP, ingredientes que podem causar alergia e o ressecamento das unhas.  Os esmaltes podem ser encontrados nas lojas e na loja virtualgranado.com.br.

O kit vem nessa caixinha MARA, com quatro cores da nova coleção Hippie Chic. Segundo a marca, essas cores transmitem a delicadeza e tranquilidade que o Movimento Hippie valorizava.

Dicas para uma coloração de sucesso

20150603
Foto: Reprodução/ Internet

Escolher a cor ideal para o nosso cabelo não é uma tarefa difícil, ainda mais para quem é amante dos fios coloridos e gosta de mudar a tonalidade com maior frequência ( eu amo). O hairstylist e embaixador da iCabelos, Gil Prando, listou quatro dicas para quem está querendo mudar de visual e eu amei, por isso estou compartilhando aqui.

 A primeira e fundamental, na minha opinião, é a hidratação e reparação, pois antes de submeter os fios a uma nova coloração é preciso que eles estejam fortes e hidratados para receber uma nova química. Gil indica uma hidratação intensa para repor a água dos fios e a reparação com máscaras específicas, ricas em nutrientes. “É preciso que eles estejam fortalecidos e saudáveis, até mesmo para evitar o corte químico”.

Encontrar um profissional é essencial para o sucesso da sua mudança nos fios, um visagista pode auxiliar em todo o processo da mudança. Além de considerar a estrutura dos fios, este profissional indica o tom perfeito e as etapas para realizar todos os processos de forma segura e saudável.

 A manutenção é outro ponto que deve ser levado em consideração, pois ao escolher o procedimento, é preciso levar em consideração qual será a necessidade de manutenção no dia a dia, já que algumas técnicas desbotam com maior facilidade.
E por fim, não tenha medo, se arrisque e mude de visual!

6 pensamentos que detonam sua autoestima

baixa-autoestima
Vivendo na sociedade atual, regrada a estresse e responsabilidades sem fim, sentimentos como autoinsatisfação e desânimo fazem parte da realidade de muitas mulheres ao redor do mundo. Muitas vezes, querendo realizar mil coisas ao mesmo tempo, tendo de liderar tanto uma família, quanto uma vida profissional agitada, grande parte das mulheres acaba se esquecendo de olhar para si mesmas e perde assim, algo fundamental para que todas as coisas em suas vidas deem certo: sua auto estima.

Segundo a master coach e expert em Inteligência Emocional e Autoestima para Mulheres, Eloiá Hosana, a auto estima afeta diretamente no desempenho do indivíduo. “Muitas pessoas desconhecem a importância de se manter uma boa auto estima. A pessoa que apresenta uma baixa estima de si mesma pode enfrentar inúmeras dificuldades em vários âmbitos de sua vida como: baixo rendimento no trabalho, afastamento de amigos e familiares, que são algumas das consequências mais comuns de quem apresenta baixa auto estima”, diz.

De acordo com a especialista, a quantidade de mulheres que sofrem atualmente com baixa auto estima está se tornando cada vez maior. “O que mais me preocupa é observar que possuir problemas de auto estima tem se tornado algo tão comum, que as pessoas simplesmente passam a ignorar alguns ‘sinais’ de que algo não está certo consigo mesmas, apenas porque já o consideram algo normal e irrelevante”, afirma.

Sendo coach de mulheres e criadora do programa Mulher Poderosa, Eloiá Hosana alerta sobre seis sinais de baixa auto estima. Confira:

1. Se abalar com críticas

Um grande sinal de que uma pessoa é insegura e possui uma baixa auto estima é que ela se abala com qualquer crítica feita sobre ela mesma, como explica a coach. “A pessoa de baixa auto estima se sente frustrada por pequenas críticas, mesmo quando essas são insignificantes e nada construtivas. Além disso, ela sente uma grande necessidade de agradar a todos o tempo todo, muitas vezes passando por cima dos próprios valores, apenas para não decepcionar outras pessoas”, diz.

2. Generalizar os problemas

Segundo Eloia, a pessoa com baixa auto estima tem o hábito de generalizar sempre que algo não sai como planejado. “Se uma coisa não saiu como planejado, ela já começa a dizer que nada dá certo e desiste de tentar coisas novas, pois para ela, será em vão. Além disso, é comum que a pessoa generalize sobre coisas negativas de si mesmas, também. Se ela faz algo de ruim e erra, como qualquer outro ser humano, ela já põe na cabeça que o erro aconteceu porque é uma pessoa ruim, que não faz nada certo e começa a se depreciar de forma exagerada por erros bobos”, explica.

3. Comparação

De acordo com a especialista, uma das piores coisas para uma pessoa com baixa auto estima é a comparação. “Quando a pessoa não tem uma boa imagem de si mesma, tudo o que acontece é motivo de comparação. Mas não uma comparação saudável. O indivíduo de baixa auto estima sempre compara sua vida e seus resultados às pessoas que estão em uma situação melhor que ele, se inferiorizando o tempo todo”, afirma.

4. Perfeccionismo

Eloiá também alerta que a busca incessante por perfeição é algo muito comum nos indivíduos de baixa auto estima. “As pessoas têm uma ideia distorcida de que ser perfeccionista é sinal de excelência, mas não é verdade. Ser perfeccionista é sinal de insegurança. A pessoa insegura de si tem o hábito de buscar compulsivamente pela perfeição. Ela foca sempre nos 10% que deram errado e não nos outros 90% que deram certo. Nunca valoriza os ganhos, mas enaltece as perdas e derrotas”, diz

5. Catastrofismo

Para a coach, a pessoa que é dramática demais é certamente insegura. “O indivíduo de baixa auto estima é pessimista demais e imagina sempre que o pior vai acontecer, em qualquer situação. Quando alguma coisa, até mesmo pequena, dá errado, já é motivo para que ele ache que qualquer outra coisa também dará e desanime ao primeiro problema que surge.”, ressalta

6. Dificuldade em receber elogios

A especialista alerta também, que um dos grandes sinais da pessoa que tem baixa auto estima é ter o hábito rebater aos elogios que recebe. “Essa pessoa tem dificuldade em receber elogios. Ela fica de certa forma, incomodada, como se não aceitasse recebê-los e tivesse que contestá-los o tempo todo”, conclui.

Jejum intermitente: saúde e boa forma

Tenho certeza que você já ouviu falar no jejum intermitente. Resolvi compartilhar esse texto que explica como funciona a prática desse jejum.

dieta_saludableA busca incessante pelo corpo perfeito faz com que muitas pessoas, sobretudo mulheres, recorram às mais variadas formas de regime como um meio de conseguir eliminar os quilinhos a mais. Constantemente, ouvimos falar de dietas da moda, algumas com restrições cruéis e surreais, que deixam os nutricionistas preocupados com tanta loucura. Há algumas dietas, porém, que quando praticadas da forma correta, podem trazer consigo muitos resultados positivos e benéficos. Um grande exemplo disso é o jejum intermitente, que ficou conhecido após a atriz Deborah Secco alegar publicamente que aderiu à dieta para eliminar – com sucesso – os 19 quilos adquiridos durante sua gravidez.

Segundo a nutricionista desportiva Tathiana Ferreira, o jejum intermitente surgiu, a princípio, com o objetivo de melhorar a saúde e não a estética. “A origem dessa dieta é bem diferente do que a maioria das pessoas imagina. Após algumas pesquisas e avaliações do organismo de pessoas que aderiam a práticas religiosas que demandavam o jejum durante um maior período de tempo, foi observada uma grande melhora na saúde. Regularização da pressão arterial e do colesterol, assim como a diminuição dos sintomas de depressão e estresse, foram alguns benefícios constatados pela prática. Posteriormente, foi observada uma melhora na diminuição da gordura corporal, auxiliando, claro, no emagrecimento”, diz.

De acordo com a especialista, os benefícios adquiridos com a prática ocorrem porque ela faz com que o organismo do indivíduo utilize seu próprio estoque de gordura. “O paciente que pratica o jejum intermitente fica um número considerável de horas sem se alimentar, levando o organismo a gastar seu próprio estoque de gordura. Por isso essa dieta é tão eficiente em trazer benefícios à saúde e auxiliar na redução de medidas”, afirma.

Tathiana ressalta a importância do acompanhamento de um profissional para dar início ao jejum intermitente. “É fundamental que essa dieta seja muito bem montada e prescrita por um nutricionista. Quando se trata de pessoas e organismos diferentes, falamos também sobre tratamentos diferentes, adaptados a cada indivíduo. Por isso, quando alguém tenta fazer a mesma dieta que outra pessoa fez, achando que os resultados serão os mesmos, a experiência geralmente não é nada satisfatória”, explica.

A nutricionista alerta, por fim, que nem todos os indivíduos são adaptáveis à prática do jejum intermitente. “Essa dieta traz resultados mais que gratificantes, tanto estéticos quanto para a saúde daqueles que têm sucesso em realizá-la. Porém, nem todos os organismos reagem bem a ela. O jejum intermitente estimula a compulsão alimentar, sendo nada indicado para pessoas que tenham tendência a esse comportamento. Muitas pessoas, principalmente aquelas que fazem a dieta por conta própria, sem o acompanhamento profissional, quando saem do período de jejum decidem ingerir uma quantidade muito superior de alimentos, como uma forma de recompensa. E levam, assim, toda a dieta por água abaixo”, finaliza.

Adicione à sua lista de metas para 2017: ser otimista!

Gente esse texto é ótimo e resolvi compartilhar aqui no blog porque acredito que temos que ser mais otimistas e pensar positivo sempre.

otimismo-pessoas

 

Apesar da diversidade humana, pelo menos uma coisa todos nós temos em comum: estamos sempre resolvendo problemas e encarando desafios. Sejam eles mínimos ou sérios, se não sabemos a resposta para todas as perguntas, estamos enfrentando um obstáculo que precisa ser ultrapassado. O que difere as pessoas nesse quesito é a forma como encaram esses desafios, os otimistas e os pessimistas. Por isso, aproveite o final do ano, repense suas realizações em 2016, e adicione um pouco mais de positivismo às suas tomadas de decisões em 2017. Vá em direção ao que você quer!

Segundo a coach de desenvolvimento humano, Andreia Rego, a forma como se encara um problema pode mudar radicalmente seu resultado. “Quando somos pessimistas, nos rendemos ao problema e, por isso, nós mesmos acabamos dando a ele o final que nem mesmo queremos. Se somos otimistas, temos maior chance de exercer força de vontade e foco para passar por obstáculos. Essas máximas também aguçam nossa criatividade para criarmos diferentes alternativas na superação dos problemas”, diz.

A coach completa, dizendo que a força interior do ser humano fortalece o pensamento e as qualidades, que ajudam diante das adversidades. “Ser otimista é essencial para mover o indivíduo em direção às soluções, não o deixando se entregar aos problemas. Mesmo que seja uma situação irreversível, o positivismo também sempre servirá como forma de conforto em situações delicadas e impossíveis. A pessoa saberá que fez o que pôde, ao invés de reclamar sobre o que não foi suficiente”, afirma Andreia.

Além disso, a vida ganha mais leveza quando é vivida na base da esperança e com o pensamento de que se pode conquistar o que deseja. “O estresse é perigoso para a saúde e o otimista vive uma vida muito mais saudável, pois lida melhor com as preocupações”, explica.

Andreia ressalta: “Ser otimista quanto aos obstáculos da vida tem como intenção poder receber as situações negativas com consciência, respeito e serenidade, para, acima de tudo, ter disponibilidade, a fim de resolver estas questões com afetividade e responsabilidade”, conclui a coach.

Você sabe aplicar o protetor solar corretamente?

Estamos no mês da prevenção contra o câncer de pele. Esse tipo de câncer é o de maior incidência entre os brasileiros. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a doença é provocada pelo crescimento  anormal e descontrolado das células que compõem a pele. Estas células se dispõem formando camadas e, de acordo com a camada afetada, o especialista poderá definir o tipo de câncer. Portanto, achei válido dividir com vocês as dicas dos especialistas em dermatologia,  Rafael Pessanha e  Juliana Calixtro.

vv
Foto: Divulgação

De acordo com o dermatologista Rafael Pessanha, em geral, usamos entre 0,39 e 1,3 miligramas de protetor solar por centímetro quadrado de superfície de pele. O ideal seriam 2 miligramas, ou seja, uma colher de chá para todo o rosto, incluindo pescoço. “O problema é que as pessoas não sabem utilizar o protetor solar. E assim o câncer de pele se tornou o de maior incidência no país”.

Pessanha explica que ao aplicar uma quantidade de protetor solar inferior à recomendada, o fator de proteção oferecido no rótulo é reduzido. “Se uma pessoa aplica metade do volume recomendado de um filtro com FPS 20, ela recebe a proteção equivalente à de um FPS 8”, diz. Pior: por achar que está protegida, ela acaba aumentando sua exposição ao sol.

O dermatologista informa ainda que o filtro solar evita queimaduras mas, se não aplicado em quantidades adequadas, em horários determinados, e reaplicado com atenção, inclusive em dias frios e nublados, não protege contra os danos que podem causar câncer de pele. “Esses danos podem vir antes da queimadura solar. As pessoas acabam não se queimando hoje, e têm a sensação de estarem bem protegidas, mas estão gerando danos na pele que serão visíveis a longo prazo e, em muitas vezes, irreversíveis”.

Segundo a dermatologista Juliana Calixtro, as causas para o Carcinoma Basocelular (CBC), o mais frequente câncer de pele, e o carcinoma espino-celular (CEC), estão ligadas à exposição excessiva e desprotegida ao Sol. Quanto ao Melanoma, o tipo mais grave e eventualmente fatal de câncer de pele, não é sabido exatamente todos os fatores que exercem influência em seu surgimento, visto que são registrados casos da doença em regiões do corpo onde não há exposição solar, como plantas dos pés, nádegas e órgãos genitais”, explica.

 Os especialistas dão algumas instruções para a utilização do protetor solar

  • Importante evitar Sol entre 10h e 16h
  • Ao sair de casa é indispensável o uso do protetor solar, mesmo em dias frios e nublados.
  • Reaplicar o produto a cada três horas em dias comuns e a cada uma hora em caso de sudorese excessiva ou em praias e piscinas.
  • Também é importante que se utilize proteção nos lábios
  • Aplicar primeiro o filtro solar, a maquiagem e, depois de 15 minutos, passar o repelente (nas áreas de pele descoberta ou por cima da roupa).
  • Crianças de até 6 meses não devem usar filtro solar nem repelente
  • Para crianças entre 6 meses e 2 anos, o ideal é escolher um protetor solar composto por filtros físicos e não químicos (está escrito na embalagem), pois é mais seguro para esta faixa etária.
  • Acima de 2 anos, o protetor solar indicado ao público infantil leva em consideração as características da pele da criança. Converse com o seu pediatra ou dermatologista para saber qual é a melhor indicação. O FPS indicado para a criança é sempre acima de 30. Se a pele for muito clara, prefira um acima de 40. Protetores que tenham resistência à água e que não ardam os olhos também são recomendados. Sempre que possível, passe o protetor em casa. Dê preferência, a criança deve estar sem roupa para que nenhuma parte seja esquecida.